Campanha Faça Bonito mobiliza sociedade para defesa de direitos de crianças e adolescentes | Prefeitura Municipal de Castro Alves

Campanha Faça Bonito mobiliza sociedade para defesa de direitos de crianças e adolescentes

Publicado em: 18/05/2018 - 14:53:00
Campanha Faça Bonito mobiliza sociedade para  defesa de direitos de crianças e adolescentes

 

Na manhã desta sexta-feira (18) servidores da Secretaria de Assistência Social participaram de ato de conscientização e defesa dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro. Com o propósito de destacar a data e promover mobilização, sensibilização social e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, servidores da Secretaria de Assistência Social participaram do Ato Faça Bonito.

Eles foram às ruas de Castro Alves conversar com a população sobre a garantia de direito ao desenvolvimento da sexualidade de crianças e jovens de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração. Durante a abordagem explicaram o objetivo da campanha e a importância de denunciar casos de abusos e agressões, através do disque 100 (ligação gratuita).  

A secretária da Assistência Social, Antônia Lima, ressalta que outras ações de mobilização estão sendo programadas em toda cidade, com o intuito de obter maiores resultados, tanto na sede como na zona rural. “Firmamos parceria com a Secretaria de Educação e levaremos informações aos estudantes. Além disso, em parceria com a Secretaria de Saúde vamos visitar postos de Saúde da Família para conversar diretamente com a população”, afirma.      

As ações, que acontecem durante todo o mês, tiveram início em 03 e vão até o dia 30 de maio. O Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS) também apóia as ações, e vem trabalhando de forma intersetorial.

Sobre o 18 de maio

Esse dia foi escolhido como símbolo porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos, que teve todos os seus direitos humanos violados. Ela foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

Ascom | Prefeitura de Castro Alves

TV PREFEITURA

PUBLICIDADE

Veja também:

Curso de arbitragem e técnico de futebol estão com inscrições abertas
Curso de arbitragem e técnico de futebol estão com inscrições abertas
Ordem de serviço para recuperação de estrada  Castro Alves x Sapeaçu será assinada quinta (19)
Ordem de serviço para recuperação de estrada Castro Alves x Sapeaçu será assinada quinta (19)
Cursos capacitam 45 produtores rurais
Cursos capacitam 45 produtores rurais
Castro Alves receberá novos investimentos de infraestrutura
Castro Alves receberá novos investimentos de infraestrutura
Obra de abastecimento de água foi entregue na localidade de Capoeira
Obra de abastecimento de água foi entregue na localidade de Capoeira